A SECRETARIA DE SAÚDE INTENSIFICA MUTIRÃO DE BUSCA ATIVA PARA VACINAR A POPULAÇÃO! (24/04/2017)

Vacinação contra Febre Amarela

Após a confirmação da epizootia (óbito de macaco positivado para febre amarela), a Secretaria de Saúde através das Equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF), com apoio da Prefeitura Municipal de Rio novo do Sul, intensificam mutirão de busca ativa para vacinar a população. Neste novo momento foi montado um cronograma de atendimento com a presença dos médicos das Equipes para avaliação dos critérios clínicos expostos pela nova Nota Técnica nº 94 do MINISTÉRIO DA SAÚDE. Levando em consideração a localização em que houve a morte dos macacos contaminados, esse novo bloqueio iniciou-se pelas comunidades de Princesa, Monte Alegre, Ribeirão, Virginia Nova e Virginia Velha, Vila Alegre, Arroio das Pedras e São Vicente, estendendo-se por Cachoeirinha, Santa Rita, Cananéia e Quarteirão, São Caetano, São Domingos e Santo Antônio, São José, Centro e São Francisco. Já estão Agendados para o dia 26, 27 e 28 de abril de 2017, vacinação para as comunidades de Capim Angola, Couro dos Monos e Itataíba.

Princesa:

Santo Antonio:

Virginia Nova e Arroio das Pedras:

Atenção

A Febre Amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um arbovírus (vírus transmitido por artrópodes), que pode levar à morte em cerca de uma semana, se não for tratada rapidamente. Os casos de Febre Amarela no Brasil são classificados como febre amarela silvestre ou febre amarela urbana, sendo que o vírus transmitido é o mesmo, assim como a doença que se manifesta nos dois casos, a diferença entre elas é o mosquito vetor envolvido na transmissão.

Na febre amarela silvestre, os mosquitos dos gêneros Haemagogus e Sabethes transmitem o vírus e os macacos são os principais hospedeiros; nessa situação, os casos humanos ocorrem quando uma pessoa não vacinada adentra uma área silvestre e é picada por mosquito contaminado. Na febre amarela urbana o vírus é transmitido pelos mosquitos Aedes aegypti ao homem.

Obs.: Quem ainda não tomou a vacina procure a sala de vacina no Ambulatório Municipal de Rio novo do Sul.

Previna-se.